Portal atualizado em: 22 de abril de 2024 às 13:48h

Centro da Mulher e CEMED de Monteiro reúne profissionais em palestra sobre o Março Azul Marinho

Início Centro da Mulher e CEMED de Monteiro reúne profissionais em palestra sobre o Março Azul Marinho

Centro da Mulher e CEMED de Monteiro reúne profissionais em palestra sobre o Março Azul Marinho

Autor: Comunicação

Centro da Mulher e CEMED de Monteiro reúne profissionais em palestra sobre o Março Azul Marinho

O câncer de intestino é também conhecido como câncer colorretal porque engloba os tumores surgidos na parte do intestino grosso chamada cólon e reto (localizada no final do intestino, antes do ânus) e no ânus. Fumar, consumir alimentos ricos em gorduras saturadas, ter uma vida sedentária, consumir bebidas alcoólicas, idade superior a 50 anos, história […]

18/03/2024 13h45 Atualizado há 1 mês atrás

O câncer de intestino é também conhecido como câncer colorretal porque engloba os tumores surgidos na parte do intestino grosso chamada cólon e reto (localizada no final do intestino, antes do ânus) e no ânus.

Fumar, consumir alimentos ricos em gorduras saturadas, ter uma vida sedentária, consumir bebidas alcoólicas, idade superior a 50 anos, história familiar de câncer colorretal, história pessoal da doença (já ter tido câncer de ovário, útero ou mama), baixo consumo de cálcio, obesidade são fatores de risco para esta doença.

No sentido de iniciar uma busca ativa para detecção da doença, a Prefeitura de Monteiro por intermédio do Centro da Mulher e Centro de Especialidades Médicas – CEMED, realizou no último sábado uma palestra para informar sobre o tema.

Na oportunidade os profissionais puderam tirar dúvidas e falar sobre as experiências vivenciadas no município, bem como explanar sobre as dificuldades e apontar soluções.

De acordo com o médico especialista, Dr. Tarcísio Carneiro, que ministrou a palestra, os principais sintomas a serem observados são: perda de peso sem ter feito nenhuma mudança na dieta, diarreia e/ou prisão de ventre, sangue nas fezes, gases ou cólicas , vomitando ou tendo náuseas , dores na região anal ou sensação de intestino cheio mesmo após evacuação. Caso a pessoa apresente tais sintomas deve procurar avaliação médica com brevidade.

Diagnóstico

Há dois exames capazes de detectar precocemente os tumores de intestino: o Teste FIT – que aponta sangue nas fezes (mesmo oculto a olho nu) e a Colonoscopia (exame de imagem que vê o funcionamento do intestino por dentro). O diagnóstico precoce oferece até 90% de chance de cura do câncer de intestino.

Tratamento

O tratamento poderá incluir cirurgia, quimioterapia, radioterapia e terapia biológica. A escolha vai depender da localização do tumor e do estágio da doença.

O câncer de intestino tem cura. Quanto mais cedo iniciar o tratamento, maiores as possibilidades de cura. E mesmo após a cura, é feito um rigoroso acompanhamento com consultas e exames para evitar ou detectar um possível retorno do câncer. Fazer tal monitoramento é imprescindível para identificar recidivas precocemente.

Prevenção

Ter uma dieta rica em fibras produtos de origem vegetal, pobre em gordura saturada e diminuir ingesta de carnes vermelhas.

“O câncer colorretal apresenta chances de cura se diagnosticado precocemente e o diagnóstico precoce pode ser feito pela pesquisa de sangue oculto nas fezes e por colonoscopia. Vamos trabalhar intensivamente na busca ativa destes casos junto aos Agentes Comunitários com o apoio total da secretária de Saúde, Paula Oliveira”, informou Dr. Tarcísio Carneiro.

 

 


Preferência de Cookies

Usamos cookies e tecnologias semelhantes que são necessárias para operar o site. Você pode consentir com o nosso uso de cookies clicando em "Aceitar" ou gerenciar suas preferências clicando em “Minhas opções”. Para obter mais informações sobre os tipos de cookies, como utilizamos e quais dados são coletados, leia nossa Política de Privacidade.